segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Um impacto em solo lunar...

No dia 11 de setembro de 2013, o professor espanhol José María Madiedo, da  Universidade de Huelva, na Espanha, observou e gravou um impacto de um asteroide em solo lunar.

O asteroide tinha aproximadamente 60 cm, com um diâmetro cerca de 1,40 metros e pesando em torno de 400 kg .

No impacto com a superfície da Lua, a velocidade do asteroide era de aproximadamente 60.000 km/h.

O asteroide ao se chocar com a superfície lunar em uma área denominada Mare Nubium (antiga cratera de lava solidificada), se desfez por completo em instantes, dando origem a uma cratera com aproximadamente 40 metros de diâmetro.


O impacto ocasionou um grande clarão que teve 8 segundos de duração, e de acordo a revista britânica The Royal Astronomical Society, a luminosidade do clarão na hora do impacto pode ser comparado com a estrela Polar, foi por esse motivo, que esse evento pôde ser avistado a partir da Terra, sendo desnecessário o uso de telescópio.

Segundo especialistas na época, "o mais longo e intenso que se observou até agora".

José María Madiedo, disse "Nesse momento fui consciente de que acabava de ser testemunha de um acontecimento extraordinário".

Para se ter uma ideia, o impacto foi tão forte, que é pensado que chegou a ser semelhante a detonação de umas 15 toneladas de TNT.

Fonte:
http://brasil.elpais.com
https://es.wikipedia.org
http://noticias.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário