quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Dia 7 de outubro tem a chuva de meteoros Draconids...

No dia 07 de setembro de 2016, acontece mais um evento astronômico, a chuva de meteoros Draconids, do cometa 21P Giacobini-Zinne.

A chuva recebe esse nome devido o aparente local de origem de seus meteoros, ou seja, o radiante no céu, no hemisfério celeste visível ao norte na cabeça de Draco (constelação do Dragão), próxima das estrelas Eltanin e Rastaban.


Para você observar essa chuva de meteoros Draconids, não é necessário localizar Draco, pois os meteoros caem em todas as direções do céu, mas geralmente essa chuva apresenta poucos meteoros por hora (nem sempre foi assim*).

Ao contrário de outras chuvas de meteoros que é observável antes do amanhecer, a Draconids é visível ao anoitecer, porque a cabeça de Draco fica mais alto no céu.

Então que está no hemisfério sul, fique atento logo ao anoitecer, nos dias 7 e 8 de outubro, sem grande expectativa.

O maior favorecimento para ser avistada essa chuva de meteoros, é de quem estiver nos  EUA, Canadá, Europa e norte da Ásia.

Se sua pretensão é mesmo observar a chuva de meteoros Draconids, basta ir longe de poluição de luz, pois quanto mais longe das luzes artificiais, melhor. Deitar-se ao chão com os pés virados ao norte ou noroeste e ficar olhando para o céu.

A claridade da Lua, possivelmente irá diminuir a visibilidade de meteoros dessa chuva.

É esperado que o maior pico dessa chuva de meteoros, seja no dia 07 de outubro.

Origem do nome do cometa, da chuva Draconids:

No ano de 1900, o astrônomo francês Michel Giacobini, descobriu  o cometa 21P Giacobini, mais tarde no ano de 1913, o astrônomo alemão Ernst Zinner, tornou a avistar o cometa, e assim foi acrescentado seu nome no cometa, que passou a ser denominado 21P Giacobini-Zinne.

O cometa 21P Giacobini-Zinne:

- É um cometa do Sistema Solar, e tem um período orbital de aproximadamente de 6,6 anos

- Ele é por volta de seis vezes mais afastado em seu ponto mais distante do Sol do que no seu ponto mais próximo

- No afélio (seu ponto mais distante), é mais longe do que o planeta Júpiter

- No periélio (seu ponto mais próximo do Sol), é acima a distância da Terra em relação ao Sol

- E é creditado que o núcleo do cometa possui aproximadamente  2 km de diâmetro

*Nem sempre a chuva de meteoros Draconids foi fraca, veja abaixo:

- Nos anos de 1933 e 1946, foram avistados milhares de meteoros caindo por hora

- No mês de outubro de 2011, o mundo todos observou 600 meteoros caindo por hora


Esclarecimento: essa chuva de meteoro é chamada de Draconids, assim como de Giacobinids.

Esse anos de 2016, a chuva de meteoro, vai ser menos intensa, segundo os especialista, mas como tudo pode acontecer, quem sabe somos surpreendidos por uma chuva bem intensa enfeitando o nosso céu!!!

Fonte:
http://earthsky.org
http://www.ebc.com.br
https://pt.wikipedia.org
https://www.youtube.com
https://translate.google.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário