quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

O oceano e seus mistérios...

Costumo dizer que o oceano é um mundo paralelo na Terra, lá existem vidas dos mais variados tipos, e de diversos tamanhos e com características muito diferentes.

Hoje já é conhecido 250 mil espécies marinhas, mas calcula-se que os seres que habitam os oceanos, sejam quatro vezes maior, isso significa que ainda há muito para se conhecer, pois 1,3 bilhão de km³ de água, ainda guarda muitos segredos e muitas surpresas.

O estudo dos oceanos na Terra, é chamado de oceanografia. As viagens na superfície dos oceanos, datam de tempos desde a pré-história, mas nos últimos tempos as explorações submarinas se tornaram possíveis e comum.


O pioneiro na exploração subaquática foi o oceanógrafo Jacques Cousteau, antes dele os oceanos eram uma enorme extensões de águas e vidas aquáticas desconhecidas na Terra.

No fundo dos oceanos ao longo dos anos, foram encontrados diversos objetos devido a naufrágios de navios, Também foram já encontrados aviões e até cidades inteiras submersas, como exemplo a descoberta em 2001 das cidades de Shicheng e Hecheng na China. Devido a construção de uma usina hidrelétrica em 1959, foram submersas junto com 27 aldeia e mil vilas.

Há também muitos mistérios que envolvem os oceanos em determinados pontos, como o Triângulo das Bermudas (vide no blog), onde já desapareceram muitos navios, barcos e aviões, acreditam que eles repousam no fundo do "mar", outros já acham que é uma passagem para outra dimensão.

Houve também, grandes repercussões com naufrágios de navios de grande porte que ficaram na história, como é o caso do Titanic em 15/04/1912 (vide no blog), que se encontra submerso.

E a tão famosa cidade de Atlântida, que segundo a história ( tem quem acha que é só mitologia), ela existiu e até hoje é muito procurada, na costa da península de Guanahacabibes, na província de Pinar de Del Rio, em Cuba, enormes esfinges e piramides foram encontradas e estudos estão sendo feitos, pois acreditam que seja a cidade perdida.
                                                       

"A melhor maneira de observar um peixe é sendo um peixe" (Jacques Cousteau)

Fontes:
http://piramidal.net
http://pt.wikipedia.org
http://portuguese.cri.cn
http://nomadesdigitais.com
http://www.cienciaviva.pt
http://super.abril.com.br
http://viajeaqui.abril.com.br

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

O que significa?...

Cosmologia:

É a ciência que estuda a estrutura, a evolução e composição do universo.
- Ciência,  usar método científico para criar e testar modelo.
- Estrutura, entender o problema da forma e da organização da matéria no universo.
- Evolução, diferentes fases pelas quais o universo passou.
- Composição, do que é feito o universo.

Astronomia:

É a ciência natural que estuda a formação e o desenvolvimento do universo, ou seja, ela estuda corpos celestes e fenômenos que se originam fora da atmosfera terrestre.

Astrologia:

É o estudo de autoconhecimento que nasceu da associação entre a movimentação dos planetas e o comportamento humano.

Ufologia:

É o termo que se utiliza pra definir a pesquisa e coletas de dados sobre o fenômeno conhecido como OVNI (Objeto Voador Não Identificado) ou UFO (Unidentified  Flying Object).

Ciência:

Corpo de conhecimentos sistematizados e adquiridos via observação, identificação, pesquisa e explicação determinadas categorias de fenômenos e fatos, e formulados metódicas e racionalmente.


Em cada profissão existe diferença, assim como a defesa de estudos e teorias, mas todas estão interligadas, e o que une uma à outra, é o universo.

Fonte:
https://www.google.com.br
https://fatosufologicos.wordpress.com
http://www.personare.com.br
http://astro.if.ufrgs.br
http://pt.wikipedia.org

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Você sabe o que é Voçoroca?...

Voçoroca (ravina),  é um fenômeno geológico que consiste na formação de grande buraco de erosão (desgaste do solo e das rochas), causado pelas chuvas, em solos onde a vegetação é escassa e não protege mais o solo, que fica cascalhamento e suscetível de carregamento por enxurradas.

É um fenômeno prejudicial porque destrói terras cultiváveis e colabora para o assoreamento (acúmulo de detritos, lixos, entulho e outros, no leito dos rios), tornando o solo pobre, seco, morto quimicamente e nada fecundo.

A maioria dos trabalhos em literatura, refere que a ocorrência de voçoroca está associada a formação sedimentares arenosas.

A voçoroca pode ser prevenida com a plantação de árvores na beira dos buracos para evitar que o fluxo de água leve consigo, terras e sedimentos que são retidos por suas raízes.


Com o desmatamento, os desvios dos os rios, formação de bairros nos leitos dos rios, e falta total de respeito com a natureza, contribuem e muito para a erosão acelerada.

Fonte:
http://www.dicionarioinformal.com.br
http://www.agencia.cnptia.embrapa.br
http://pt.wikipedia.org
https://www.google.com.br

domingo, 28 de dezembro de 2014

Objeto estranho aparece no mar...

No dia 24/12/2014, moradores da praia da vila Caiçara em Praia Grande, no litoral de São Paulo, estão curiosos, pelo objeto que apareceu  vindo do mar. Esse objeto tem 2 metros de altura, e seu peso tem aproximadamente 5 toneladas e seu formato é de um cone.

O Salva-vidas Mauricio Soares, assim que chegou para trabalhar na praia já foi avisado pelas pessoas sobre esse objeto misterioso.

"Segundo as pessoas, o objeto apareceu na parte da manhã. Eu isolei a área pra ninguém se machucar" diz o salva-vidas Mauricio. Ele acredita que deve ser uma boia naval que se desprendeu de um navio de grande porte. "Ela não tinha nenhuma identificação, era de ferro, bem enferrujada, tinha uma corda, uma circunferência de aproximadamente de 3 metros, estava com umas cracas (crustáceos marinhos), com ostras e sedimentos" relata.

O Salva-vidas isolou a área e acionou a Prefeitura de Praia grande, para que a guarda municipal pudesse retirar o objeto do local.

No dia 26/12/2014, foi montada uma grande operação pela prefeitura e a marinha, para a retirada do objeto da praia, foi usado um cabo de aço para arrasta-lo junto com uma retroescavadeira que não suportou o peso do objeto, pois na sua parte interna está cheio de água, e isso dificulta o trabalho de remoção.

Esse estranho e curioso objeto, chama muito a atenção de quem passa pela praia, algumas pessoas arriscam palpites, assim como a funcionária pública L. K. que tirou bastante fotos, analisou atentamente o objeto e sua característica e comentou: "Provavelmente veio com as fortes chuvas na região, que deixaram o mar revolto. Aparentemente, está cheio de água, vaza por um furo no casco, com bastante fluidez e pressão. Na hora ficou aquele debate, se era
contra peso de plataforma marítima, mas vi na internet, que pode ser mesmo uma boia".

A prefeitura informou que na próxima 2ª feira dia 29/12/2014, esse objeto será removido, pois precisa de um caminhão especial. A preocupação é que alguém se machuque, pois o objeto está muito enferrujado e pode causar acidentes.

Fonte:
http://g1.globo.com                        

sábado, 27 de dezembro de 2014

O oceano e o mar......

Muitos fazem referência entre mar e oceano como se fossem a mesma coisa, ou seja, sinônimo, mas não é, embora um faça parte do outro, o texto  abaixo explica.

Os oceanos são grandes extensões de águas salgadas que ocupam as depressões da superfície terrestre. Os oceanos, cercam os continentes e todas as massas de terras emersas.

O mar é uma longa extensão de água salgada conectada a um oceano. Em geral o mar é limitado ou cercado quase que totalmente pelos continentes

Os oceanos são imensamente maiores e também imensamente mais profundos do que os mares, o homem até hoje não conseguiu chegar e nem transportar um aparelho para a localidade mais profunda deles, as fossas das Marinas no Pacífico, apresenta o ponto mais profundo da Terra.

Já o mar costuma ter uma profundidade que ficam algumas centenas de metros, ou seja, imensamente mais raso que os oceanos.

As águas dos oceanos são diferentes das águas do mar na coloração, a cor dos oceanos é azulada e pode se chamar de azul-oceânico e a cor do mar é esverdeada.

A maioria dos mares, fazem parte dos Oceanos. Eles são justamente aqueles trechos mais próximos dos acidentes geográficos terrestres, possuindo uma grande importância para inúmeros povos.
Um exemplo é o Mar Mediterrâneo, que é uma extensão do Oceano Atlântico.

Os oceanos foram divididos  em três: Pacífico, Atlântico e Índico. Mesmo que sejam interligados, o oceanos não realizam troca de águas entre eles, isso ocorre porque as águas que compõe cada um deles, possuem características próprias, como temperatura, salinidade e isolação solar, entre outras.
Ainda consta em livros antigos como oceanos, mas não está correto, são os oceanos Glacial Ártico e Glacial Antártico, que na realidade, são mares, pois são rasos e não muito extensos.

Existem três classificações : Mares abertos (ampla ligação com os oceanos), Mares Continentais (ligação restritas com os oceanos) e os Mares Fechados (se ligam indiretamente com os oceanos através de rios e canais)

Há mares que fazem extensões a outros mares, como exemplo o Mar de Marmara, um complemento do Mediterrâneo delimitado pelo o Estreito de Bósforo na Turquia.

Curiosidades:

- O Oceano Pacífico, recebeu o nome por conta da tranquilidade de suas águas, mas hoje já se sabe que ele é mais perigoso que o Oceano Atlântico.

-  O nome do Oceano Atlântico, vem do nome dos deus grego dos mares, Atlas (Grécia antiga).

- O Mar Morto, não é um mar, mas sim um grande lago de água salgada.

- Em tempos antigos, os oceanos eram chamados de mares, e eram classificado em sete: Pacífico do Norte, Pacífico do Sul, Atlântico do Norte, Atlântico do Sul, Ártico, Antártico e Índico, vem daí a expressão "sete mares".


"Pelas barbas de Netuno", essa é uma expressão que em muitos filmes de piratas ouvimos falar.
 Netuno é um deus romano, e segundo a mitologia, fez do mar (Oceano) a sua morada, sempre muito respeitado e até nos dias de hoje.
Pelo sim ou pelo não, o respeito continua por aqueles que vivem no mar (Oceano).

Fonte:
http://revistaescola.abril.com.br
http://pt.wikipedia.org
http://www.alunosonline.com.br
http://www.sogeografia.com.br
http://www.escolakids.com
https://www.google.com.br

Cometa Lovejoy...

Em 17/08/2014, o amador Australiano Terry Lovejoy, com seu telescópio refletor Schimidt -Cassegrain de 8 polegadas, descobriu o cometa denominado C/2014 Q2, e foi nomeado pela UAI (União Astronômica Internacional) como C/2014 Q2 Lovejoy.

O cometa Lovejoy, nesse momento aproxima-se do Sol, e vai ter seu periélio (máxima aproximação com o Sol) em 30/01/2015.

C/2014 Q2 Lovejoy, é um cometa de longo período, cálculos matemáticos apontam que ele leva aproximadamente 13.618 anos para completar apenas uma órbita em torno do Sol, e sua velocidade orbital é de 31,316 km/s semana após semana, este cometa vai se deslocando rumo ao hemisfério celestial norte.

Entre os dias 28 e 29 de dezembro, o cometa  C/2014 Q2 Lovejoy vai passar muito próximo ao aglomerado M79, e será uma grande oportunidade de quem quiser fotografa-lo (astrofotógrafos).

Em 05/01/2015 terá sua máxima aproximação com  a Terra. Sua distância será de 0,469 UA (70.350.000 km) do nosso planeta, é esperado que esse cometa chegue aproximadamente a uma magnitude de 7,2 e com uma aparência de uma pequena bola de algodão esfumaçada, e sendo assim observado através de binóculos e pequenos telescópios.

Seguindo sua trajetória rumo ao norte, o cometa Lovejoy, está visível a todo planeta.

Atualmente o cometa C2014/ Q2 Lovejoy, está numa magnitude de 13,3, está visível a grande telescópio e não visível a olho nu.

Fonte:
https://tellescopio.com.br
http://fisicanaveia.blogosfera.uol.com.br
http://www.galeriadometeorito.com
http://www.misteriosdoespaco.com.br
https://www.google.com.br
http://pt.wikipedia.org

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Frases...

"A prova que no futuro não existirão viagens no tempo, é que não estamos sendo visitados pelos viajantes do futuro". (Stephen Hawking)




"Existem muitas hipóteses em ciência que estão erradas. Isto é perfeitamente aceitável, elas são a abertura para achar as que estão certas".
(Carl Sagan)




"Se os fatos não se encaixam na teoria, modifique os fatos". (Albert Einstein)




"Mais fácil me foi encontrar as leis com que se movem os corpos celestes, que estão a milhões de quilômetros, do que definir o movimento das leis da água que escoa frente aos meus olhos". (Galileu Galilei)




"O que sabemos é uma gota; o que ignoramos é um oceano". (Isaac Newton).




"Houston, base da tranquilidade aqui. A águia pousou". (Neil Armstrong, ao pousar o módulo lunar na lua).
Fonte:
http://pensador.uol.com.br
http://g1.globo.com
https://www.google.com.br

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Precipitação - meteorologia...

Na meteorologia, esse fenômeno acontece quando qualquer tipo de queda de água, vem da atmosfera, é quando as partículas de vapor de água que constituem uma nuvem se unem, aumentando seu peso e volume e formando gotas.
A precipitação é uma parte muito importante para o ciclo hidrológico, sendo responsável por retornar a maior parte de água doce do planeta.

A precipitação por ocorre em dois estado, o líquido e o sólido.

O estado líquido:
- aguaceiro, chuva forte e passageira,
- chuviscos, gotas pequenas e espaçadas,
- chuvas, gotas de água,
- orvalho, gotículas, que se depositam na superfície.

O estado sólido:
- granizo, pedras de gelo de diversos tamanhos que caem severamente,
- neve, flocos
- geada, gotículas que cristalizam.

Para se medir a quantidade de precipitação caída por unidade de superfície, durante um certo intervalo de tempo, utiliza-se o pluviômetro.
A medição exprimi-se em milímetros de altura ou em litros por metro quadrado (l/m²).
Então, a cada litro por metro quadrado, corresponde a um milímetro de altura.

Fonte:
https://br.answers.yahoo.com
http://www.infopedia.pt
http://pt.wikipedia.org
https://www.google.com.br

NuSTAR...

 NuSTAR ( Matriz de Telescópios Espectroscópicos Nucleares) da Nasa, o telescópio de raio-x é capaz de observar o universo com imagens sem precedentes.

O foguete Pegasus XL da empresa norte-americana Orbital Science Corporation, foi quem transportou o NuStar, o lançamento no dia 13/06/2012 se deu as 15h58 GMT, a 11.900 metros de altitude em um Lockheed (avião a jato), que decolou uma hora antes na pista do atol de Kwajalein, nas ilhas Marshall do Pacífico.

É a primeira fase de dois anos, e o objetivo: Estudar os fenômenos energéticos, como os buracos negros e explosões de estrelas maciças.

Em 2014, Fiona Harisson, principal investigadora da missão do Instituto de Tecnologia da Califórnia em Pasadena, disse: "É difícil de acreditar que já se passaram dois anos, desde que NuStar foi lançado", e complementa "atingimos todos os objetivos científicos da missão, e fez descobertas surpreendentes que eu nunca poderia ter previsto há dois anos".

Nesse novo capítulo da vida do NuSTAR, ele vai continuar a examinar os objetos mais energéticos no espaço, como buracos negros e os restos pulsantes de estrelas mortas.


O telescópio NuSTAR, fotografou pela primeira vez o Sol:

A parte superior com tons verdes e azuis, mostra a emissões de alta energia solar, sendo que o azul  equivale à fonte mais elevada. A parte vermelha, representa a luz ultravioleta. (vide foto)


Fonte:
http://oglobo.globo.com
http://veja.abril.com.br
http://www.nasa.gov
http://www.cmjornal.xl.pt
http://noticias.terra.com.br
https://www.google.com.br
https://translate.google.com.br
http://heasarc.gsfc.nasa.gov

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Os animais e fogos de artifícios...

Os fogos de artifícios são responsáveis  dos mais variados acidentes com os animais, principalmente com os cães.

No Natal, no Ano Novo, na Copa do Mundo e Finais de Campeonatos de futebol, em geral nas datas comemorativas, são ocasiões que muitos animais  se perdem de seus donos.

Os animais se assustam facilmente com o barulho dos fogos e rojões. O pânico desorienta o animal que tende a correr desesperado e sem destino.

Muitos animais podem sofrer paradas cardiorrespiratórias, convulsões e ter diversos problemas que podem levar á morte.

Para evitar tudo isso, garanta condições mínimas de segurança e evite ambientes conturbados e barulhentos. Tranquilize seu animalzinho, transmitindo segurança e  sensação que tudo está bem e sob controle.

Fonte:
http://www.pea.org.br
https://www.google.com.br

Neve...

É uma ocorrência meteorológica que consiste na precipitação de flocos formados por cristais de gelo.

Lincoln Muniz Alves, meteorologista do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos, explica que esses cristais se formam nas nuvens em que a temperatura interna está entre -20°C e -40°C.

Geralmente a neve atingem o solo, em locais muito frios.

A neve pode ser seca ou úmida. Quando seca é poeirenta, forma-se quando a temperatura está bem abaixo de 0°C, a úmida é feita de grandes flocos e se forma quando a temperatura está quase 0°C.

A forma e disposição do cristal de gelo depende das condições de temperatura e pressão no momentos da sua formação.

Segundo a Sociedade Norte-Americana de Meteorologia, existem sete tipos de neves:

- Flocos de neve, é o gelo em forma de flocos
- Grão de neve, são partículas bem pequenas e opacas de gelo
- Grão de gelo, são pelotas de gelo de 5 milímetros de diâmetro
- Graupel, são partículas pesadas de neve
- Granizo, são pedras sólidas de gelo
- Chuva congelada, é quando a água congela ao entrar em contato com o solo
- Aguaneve, é  quando cai no chão com traços de cristalização.

Fonte:
http://www.terra.com.br
https://www.google.com.br
http://www.r7.com
https://pt.wikipedia.org

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Estrela de Belém...

Explicação da ciência:

Astrônomos debatem por décadas a possível existência da Estrela de Belém, e existem várias teorias a seu respeito.
Segundo a crença cristã, ele indicou o nascimento de Jesus e guiou para Belém os três reis Magos, revelando o local do nascimento. A estrela aparece no evangelho de Mateus.

Naquela época, costumavam acreditar que quando pessoas importantes nasciam, havia uma relação com certos movimento nos astros celestes, assim diziam que Alexandre o Grande, Júlio César, Augusto e até mesmo filósofos como Platão tiveram sua estrela no céu quando nasceram.

Em 1970, o Astrônomo David Hughes da Universidade de Sheffield, no Reino Unido, publicou em seu primeiro trabalho a revisão de teorias, sobre a Estrela de Belém.

* Primeira Teoria:

- Os três reis Magos seriam sábios religiosos de um grupo de astrônomos e astrólogos na Babilônia antiga. Eles estudavam a estrelas e os planetas e interpretavam os sinais de eventos cósmicos.

Diz Hunghe, "se você ler na bíblia, os magos viram algo no seu próprio país, provavelmente na Babilônia, então viajaram até Jerusalém foram falar com rei Herodes".
Segundo a história, os Magos contaram para Herodes, sobre o sinal que tinham visto, e segundo Hughes, "quando saíram de Jerusalém para Belém, eles viram algo de novo".

A explicação de Hughes é que seria Conjugação Tripla, os dois planetas Júpiter e Saturno, parecendo próximos no céu por três vezes em um curto período. "Isso acontece quando tem um alinhamento entre o Sol, a Terra, Júpiter e Saturno".

* Segunda Teoria:

- A mais comum das teoria, seria um cometa muito brilhante.

Diz Tim O'Brien, diretor- associado do Observatório Jodrell Bank, em Cheshire, "quando chega próximo ao sol, o gelo do cometa se derrete e os ventos solares sopram esse material para o espaço, então você tem uma cauda de matéria saindo do cometa" (essa cauda olhando ao oposto do sol, dão a ideia do cometa ser a estrela de Belém).

Hughes destaca "O problema é que eles são tão raros (cometa), e também eram algo comumente associados a eventos como morte, doenças e desastres" e sugere, "então, se contivessem uma mensagem, seria de mau presságio".

* Terceira teoria:

- A Estrela de Belém, era a luz de nascimento de uma nova estrela ou nova. Há registros novamente de astrônomos do Extremo Oriente, de uma estrela nova na pequena constelação de Áquila em 4 a.C.

 Hughes diz: "As pessoas gostam dessa teoria, dizem que a estrela (nova) estaria posicionada diretamente sobre Jerusalém",

Robert Cockcroft, gerente do Planetário Mc Callion, da Universidade Mc Master, Ontário, no Canadá, afirma "uma boa candidata" (refere a estrela nova).
Cockcroft continua: "Ela pode parecer como uma nova estrela em uma constelação e apagar nos meses seguintes. Ela também não é muito brilhante, explicando porque não temos nenhum registro dela no Ocidente".

Robert Cockcroft sugere que isso daria aos três reis Magos, algo para seguir.


* Teorias improváveis:

- Segundo cometários de Hunghes, também foram propostas, teorias improváveis e divertidas ao longo dos anos.

. Em 1979 em um trabalho acadêmico do astrônomo grego George Banos, escreveu que a estrela de Belém era na verdade o planeta Urano.
Banos disse que os Magos descobriram Urano, quase 1800 anos antes do astrônomo William Hersche, ter registrado formalmente o achado em 1781.

Hughes explica: "Sua ideia era que os Magos descobriram Urano, que o planeta era a Estrela de Belém e que eles tentaram acobertar essa descoberta".


Explicação cristã:

Alguns teólogos defendem que São Mateus fez uma interpretação das tradições da época, referindo ao astro não como uma estrela no sentindo literal, mas como símbolo do nascimento de um personagem muito importante.

São Tomás (Doutor Angélico) já pensando em sua época na "ciência", usou cinco argumentos na suma teológica (III, q. 36, a. 7) tirados de São João Crisóstomo:

1º. Esta estrela seguiu um caminho de norte ao sul, o que não é comum ao geral das estrelas.

2º. Ela aparecia não só de noite, mas também durante o dia.

3º. Umas vezes ela aparecia e outra vezes se ocultava.

4º. Não tinha um movimento contínuo: andava quando era preciso que os reis Magos caminhassem, e se detinham quando eles deviam se deter, como uma coluna de nuvens no deserto.

5º. A estrela mostrou o parto da Virgem não só permanecendo no alto, mas também descendo, pois não podia indicar claramente a casa se não tivesse próxima da Terra.


Fonte:
http://www.arautos.org
http://ultimosegundo.ig.com.br
https://www.google.com.br
http://g1.globo.com
https://pt.wikipedia.org

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Teoria do caos...

É um padrão de organização dentro de um fenômeno desorganizado, ou seja, dentro de uma aparente casualidade.

É uma das leis mais importante no universo, presente na essência de quase tudo que nos cerca.
A ideia da teoria do caos, é que em um evento, que ocorre com uma pequena mudança qualquer, pode trazer consequências enormes e absolutamente desconhecidas no futuro.

                                                                                                     
Por exemplo, você vai sair de casa para fechar um negócio importante e quebra um vaso, você limpa correndo a sujeira, pois pode atrasar, mas aí você não consegue chegar a tempo, e não fecha o negócio, com o passar do tempo você consegue fazer outra transação para fechar o mesmo negócio, mas será com pessoas diferentes, irá conhecer e fazer outras amizades e até encontrar um novo amor, e sua vida irá mudar. Tudo isso aconteceu porque você quebrou um vaso.




Na década de 1960 Edward Lorenz , um meteorologista, usando um computador para simulações de ventos, resolveu trocar um número de uma casa decimal em uma dessas simulações, ele pensou que quase nada iria mudar, mas tudo ficou completamente diferente, graças a um pequeno número decimal.


Isso provou que um bater de asas de uma borboleta em um extremo do planeta, pode gerar num intervalo de semanas, um furacão em outro extremo do planeta (Efeito Borboleta).

                                         

*Então caos é o imperativo da ordem, que acaba gerando uma desordem, e criando uma nova ordem.

Fonte:
https://pt.wikipedia.org
http://minilua.com
http://www.abril.com.br
http://www.ig.com.br
https://www.google.com.br

domingo, 21 de dezembro de 2014

Zeta Reticuli e OVNIs...

Zeta Reticuli, está localizado na Constelação Reticulum, é um sistema estelar binário (duas estrelas) a cerca de 39 anos-luz da Terra, é visível a olho nu em noites escuras apenas ao sul dos Trópicos.

Ambas estrelas são anãs amarelas muito parecidas com o sol, nenhum planeta é conhecido ao redor das estrelas.

Denominadas Zeta 1 Reticuli e Zeta 2 Reticuli, são separadas uma da outra por 350 milhões de milhas, cerca de 100 vezes a distância de Plutão ao Sol.
Com período orbital é de 170 mil anos ou mais, compartilham o mesmo movimento no espaço, onde é confirmado que estão ligadas gravitacionalmente.

Casos de ufologia que envolve Zeta Reticuli

No ano de 1961, essas estrelas ( Zeta 1 e Zeta 2) ficaram mais conhecidas, e ganharam mais popularidade, devido a ligação com a ufologia, com a suposta abdução de Betty e Barney Hill.

Betty Hill sob hipnose, afirmou que os alienígenas conhecidos como "Grey",  haviam mostrado uma espécie de mapa, que indicava à ela de onde eles vinham, Beth desenhou até onde foi capaz de se lembrar.

Dois anos depois a professora e astrônoma Marjorie Fish, afirmou que Zeta Reticuli, é o lar dos alienígenas.

Bob Lazar em 1989 ( primeiro homem a falar da área 51 como centro de investigação secreta UFO), em uma entrevista a um documentário para televisão, sugeriu que o OVNI que ele alegou ter ajudado a fazer engenharia reversa, pode ter vindo das proximidades de Zeta Reticuli.

"Projeto Serpa" entre os anos de de 1965 e 1978, um intercâmbio ultra-secreto, seria entre 12 militares dos EUA e habitantes de Serpo, um planeta do sistema solar duplo de Zeta Reticuli.

Grey

Segundo a ufologia, Greys ou Grays, são seres extraterrestres, que possuem como características a baixa estatura (algo entre 1,30 metro), cor de pele cinza e corpo desproporcionalmente pequeno e raquítico com relação ao tamanho da cabeça.

Os Greys seriam procedentes de Zeta Reticuli.

Fonte:
https://www.google.com.br
http://www.crystalinks.com
http://thoth3126.com.br

Frases de Neil Armstrong...

"O mistério gera a curiosidade e a curiosidade é a base do desejo humano para compreender". (Neil Armstrong)



"Os grandes pensamentos não necessitam apenas de asas, mas também algum veículo para aterrizar". (Neil Armstrong)

sábado, 20 de dezembro de 2014

Estação Espacial Internacional...

Sua montagem começou em 1998 e acabou oficialmente em 08 de junho de 2011, é um laboratório espacial completamente concluído, de uma grande estrutura moderna, com 109 metros de largura, 73 metros de comprimento, 20 metros de altura, e pesa aproximadamente 450 mil/kg. A órbita (baixa) em torno da Terra é de 431 km, pode ser vista a olho nu, e com a velocidade média de 27.000 km/h, completando 15,77 órbitas por dia. Seu custo total é de 150 bilhões USD.

Um dos principais objetivos, é criar um ambiente para conduzir experimentos que requerem uma ou mais condições específicas que estão presentes no ambiente de micro gravidade. Os principais campos de pesquisas incluem: biologia, física, astronomia, e meteorologia.

A Estação Internacional Espacial, representa uma nova era na conquista do espaço e uma tentativa de democratizar a tecnologia aeroespacial.

É uma aliança internacional de programas espaciais, liderada pelo Estados Unidos.

É um consorcio de 15 países  que estão atualmente na construção, e pesquisas científicas na Estação Espacial Internacional (EEI), são eles: Estados Unidos, Rússia, Canadá, Japão, e através da Agência Espacial Europeia (ESA), estão: Bélgica, Dinamarca, França, Alemanha, Itália, Países baixos, Noruega, Espanha, Portugal, Suécia, Suíça e Reino Unido.

O Brasil assinou um acordo direto com a NASA, mas atualmente está fora do projeto.

Fonte:
https://pt.wikipedia.org
https://www.google.com.br
http://www.infoescola.com
http://www.terra.com.br

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

A teoria dos astronautas antigos...

A teoria dos astronautas antigos alega que os humanos são frutos dos seres extraterrestres, que eles desceram do céu e visitaram o nosso planeta Terra, e aí houve a criação da humanidade.


Em provas contestadas por muitos, estão as grandes esculturas megalíticas, como as pirâmides do Egito, Stonehenge na Inglaterra, as cabeças de pedras Moai na ilha de Páscoa, Machu Picchu no Peru e Baalbek no Líbano, há também supostas provas que aparecem em textos antigos "aeromodelos" no Egito e na América do Sul, pois até hoje não há uma explicação como o homem a milhares de anos atrás, poderia ter feito.

Em 1968 com a publicação do livro, "Eram os deuses astronautas?", do escritor Erich Von Däniken, ajudou a popularizar essa teoria do paleocontato, ou seja, o contato de civilizações extraterrestres com o nosso planeta.

Além de Erich Von Däniken, muitos pesquisadores como: Robert Charroux, Peter Klosimo, Zecharia Sitchin, e Robert K.G.Tempo, entre outros, são grandes defensores da teoria dos astronautas antigos.

Atualmente Grahan Hancock é quem dá continuidade ao tema e segue a linha e argumentação de Erick Von Däniken, embora a considere incompleta.

Uma teoria associada a essa teoria dos astronautas antigos, descreve que os extraterrestres visitaram a Terra a milhares de anos atrás e que influenciaram as civilizações interagindo em diversos e diferentes graus, na origem, na evolução, na cultura, na tecnologia, e na religião (deuses) que foi especialmente um grande modelo para o desenvolvimento da humanidade, e que os astronautas antigos, agiam como uma "cultura-mãe".


O filme 2001 Uma Odisseia no Espaço, tem um  contexto que retrata o conceito do Paleocontato.

Fonte:
https://www.google.com.br
http://www.infoescola.com
https://pt.wikipedia.org

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Uma frase...

"O que é mais assustador?

A ideia de extraterrestres em um mundo estranho,

ou a ideia de que, em todo este imenso universo,

nós estamos sozinhos?"
(Carl Sagan)




quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Vulcões...

A palavra vulcão, deriva da mitologia romana do deus do fogo Vulcano.

Geralmente, muitos vulcões aparecem nas margens das placas tectônicas, mas existe exceções, que é quando eles ocorrem em zonas quentes (hot spots).

É uma estrutura geológica formada quando o  magma (rochas derretidas no interior da Terra), gazes (gás carbônico e gás de enxofre) e partículas quentes ( vapor de água e cinza vulcânicas) são expelidas para a superfície da Terra. Geralmente apresentam formato cônico e montanhoso.

Alguns vulcões entram em erupção, apenas em uns dias ou semanas. Outros maiores podem entrar em erupção por meses, anos, centenas de milhares de anos ou até muito mais tempos.

Apesar de serem muito perigosos, as cinzas e a lava depois que esfriam, tornam o solo fértil, por isso muitas populações habitam em redor dos vulcões.

Tipos de Vulcão:
- Escudo, expele uma enorme quantidade de lava que gradualmente constroem uma montanha larga com perfil de um escudo.
- Cones e escorias, é o tipo mais simples, mais comum e relativamente pequenos, formam-se de erupção de magmas de baixa viscosidade.
- Estratovulcões (composto), são grande edifícios vulcânicos, com longa atividade, forma em geral cônica, normalmente com pequena cratera no cume e flancos íngremes, formam pela intercalação de fluxo de lava e produtos piroclásticos (fragmentos de rochas sólidas expelido pela erupção).
- Caldeiras ressurgentes, são as maiores estruturas vulcânicas da Terra, são amplas depressões topográficas, com uma massa elevada central.
-Submarinos, são localizados em baixo da água, comuns em certos fundos oceânicos, e em diversas zonas do globo, são responsáveis pela formação de um novo fundo oceânico.

O tempo de vida de um vulcão, pode ir de alguns meses até  milhões de anos. Por isso os vulcanologistas não entram em consenso sobre definir se um vulcão é ativo ou não.

O mais conhecido da história é o vulcão Vesúvio na cidade de Pompéia no ano 79 d.C., onde morreram 16.000 habitantes.
Havia pelo menos 900 anos que o vulcão Vesúvio não dava sinal de vida.

A ciência que estuda o vulcão é chamada de vulcanologia e o profissional que atua na área é o vulcanólogo.

Fonte:
https://pt.wikipedia.org
https://www.google.com.br
http://www.r7.com
http://www.sobiologia.com.br
http://www.uol.com.br

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Continua ainda o mistério da água...

No dia 10/12/2014, astrônomos, eliminaram a teoria de que a água da Terra veio dos cometas.

A sonda Rosetta da Agência Espacial Europeia (ESA) que está estudando o cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko, veio com a notícia de que a água do cometa não é a mesma da Terra.

Essa missão tinha como principal motivo de provar que os cometas eram os responsáveis pela a água do nosso planeta, mas essa teoria não se comprovou.

As medições que levaram a essa conclusão, foram feito pelo o instrumento Rosina, abordo da sonda Rosetta, composto por dois espectrômetros de massa e um sensor de pressão.

O instrumentos mediram a quantidade de Deutério (hidrogênio pesado) em comparação com hidrogênio na a água do cometa, a conclusão foi de que esses elementos são três vezes maior que o encontrado na água da Terra.

"A questão é quem trouxe essa água: foram os cometas ou alguma outra coisa?, perguntou Kathrin Altwegg, cientista da Universidade de Berne na Suíça, principal autora de um estudo publicado nesta semana pela revista "Science". A cientista cita que os asteroides podem ter sidos os responsáveis por trazer a água à Terra.


Fonte:
https://www.google.com.br
http://veja.abril.com.br
http://g1.globo.com

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Raios...

São descargas elétricas de grande intensidade que ocorre na atmosfera, entre regiões eletricamente carregadas.

O atrito de pequenas gotas de água condensadas em nuvens, arrancam elétrons de uma transferindo para outra. As nuvens formadas, podem então conter enormes quantidades de cargas elétricas.

Quando a quantidade de cargas é muito grande, ocorre a movimentação do elétrons e assim se dá os raios. Parte dessa energia se transforma em calor, onde nesse caso se dá os clarões que recebe o nome de relâmpago. O ar aquecido quando se expande provocado pela energia do raio, faz um estrondo, é conhecido por trovão.

Os raios manifestam-se usualmente em como um trajeto luminoso que percorre longa distância, possuindo ramificações.

Uma descarga elétrica de uma fração de segundo, produzem uma carga de energia que podem chegar nos parâmetros:
- 125 milhões de volts
- 200 mil amperes
- 25 mil graus centígrados

É possível que os raios estivessem presentes na Terra bem antes dos seres vivos, há mais de três bilhões de anos.

Os raios provavelmente foram fundamentais para a formação da primeiras moléculas orgânicas, essenciais para o surgimento das primeiras formas de vidas.

Com a Terra em formação e as temperaturas elevadas, produziram grandes e intensas tempestades dando origem aos oceanos, a água carregava consigo elementos químicos como carbono e nitrogênio que acumulavam-se nos mares. Os raios ultra-vilotas e os raios, possivelmente foram, importante para a  combinação desses elementos inorgânicos e sua transformação em aminoácidos, componente essencial para o surgimento da vida.

As descargar elétricas são as principais fonte de nitritos e nitratos  que são essenciais para a vida dos vegetais.

Fonte:
https://www.google.com.br
https://pt.wikipedia.org
http://www.r7.com
http://www.abril.com.br
http://www5.usp.br

domingo, 14 de dezembro de 2014

Telescópio Espacial Hubble (Hubble Space Telescope - HST)...

É um satélite astronômico artificial não tripulado, que transporta um grande telescópio para luz visível e intra-vermelha

Foi lançado pela agência nacional estadunidense - NASA em 24/04/1990 a bordo do ônibus espacial Discovery (missão STS-31).

Ele está localizado fora da nossa atmosfera e orbita em torno da Terra a 593 km acima do nível do mar, com um período orbital de cerca de 96 a 97 minutos, a uma velocidade de 28.000 km/h.

O telescópio é a missão da NASA pertencente aos Grandes Observatórios Espaciais (Great Observatories Program).

O Hubble, de uma forma geral deu a civilização, humana uma nova visão do universo e proporcionou um salto equivalente ao dado pela luneta de Galileu Galilei no século XVII.

O nome do Telescópio Espacial Hublle, foi dado à uma homenagem ao astrônomo Edwin Powell Hublle, que revolucionou a astronomia ao constatar que o universo estava se expandindo.

Este telescópio já recebeu várias visitas espaciais da NASA, para a manutenção e para substituição de equipamentos  obsoletos ou inoperantes.

O Hublle, não viaja para estrelas, planetas ou galáxias; ele tira fotos deles.

Desde que começou a sua missão em 1990, o telescópio fez mais de 1 milhão de observações, e observou 38.000 alvos celestes.

Cerca de 4.000 astrônomos de todo mundo, tem usado o telescópio para sondar o universo. Os astrônomos já publicaram em revistas científicas mais de 11.000 artigos, usando o Hublle. É o instrumento mais produtivo já construído (HST).

O Hubble pesa mais de 11.000 kg e tem forma cilíndrica, seu comprimento é de  13,3 metros e seu espelho primário é de 2,4 metros de diâmetro.
Sua desativação, está prevista para depois do ano 2020.

Fonte:
http://www.nasa.gov
https://www.google.com.br
https://www.google.com.br

sábado, 13 de dezembro de 2014

3200 Phaethon e Geminídeas...

3200 Phaethon, é classificado um cometa extinto, é basicamente um esqueleto rochoso de um cometa que perdeu seu gelo, depois de muitos encontros com o Sol.

Com uma órbita incomum, ele se aproxima do Sol, mais que qualquer outro corpo celeste, por isso recebe o nome de Phaethon, que vem da mitologia, o filho do deus do sol Hélios.
Na Terra ocorre um fluxo de detritos do 3200 Phaethon, todos os anos, em meados de dezembro, que tem o nome de Geminídeas , uma chuva de meteoros.

                                                         



                                     

                                                       



A chuva de meteoros Geminídeas que vem da constelação de Gêmeos (por isso o nome), ocorre na semana do dia 08 de dezembro, mas o seu maior pico é entre os dias 13 e 14 de dezembro.

Acredita-se que a cada ano, a intensidade da Geminídeas esteja aumentando, sendo esperado uma taxa de 120 meteoros por hora. É considerada uma das chuvas mais consistente e ativa.
Esses meteoros viajam em uma velocidade de 35 km/h, tornado fáceis de notar. Os meteoros se desintegram normalmente em uma altitude acima de 38 km.
Para melhor observação é procurar lugares mais escuros e livre de poluição, apesar do maior fluxo ser durante o dia, dará para ver uma grande quantidade entre o pôr-de-sol do dia 13/12/2014 e o amanhecer do dia 14/12/2014.


                                                         










Fonte:
http://www.nasa.gov
https://pt.wikipedia.org
http://earthsky.org
https://www.google.com.br

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

A Superlua...

Em astronomia, chama-se Superlua ou Superlua Cheia a ocasião a qual a Lua Cheia se situa a não mais de 10% seu ponto mais próximo da Terra no percurso da sua órbita (o perigeu).
Isso acontece devido a órbita lunar ser elíptica e o seu centro não coincidir com o centro da Terra.

Nos referidos casos, por estar mais próximo da Terra, apresenta-se maior e mais brilhante que o normal.

O termo "Superlua", foi dado pelo astrônomo Richard Nole na década de 70.
Segundo o professor Gustavo Amaral Lanfranchi, coordenador do Mestrado em Astrofísica da Universidade Cruzeiro do Sul, o fenômeno acontece a cada 14 meses.

A Superlua, é cientificamente chamada de "perigeu lunar", quando a lua está mais próxima da Terra, o fenômeno contrário, é quando a Lua está mais afastada da Terra, chama-se apogeu.

Uma Super Lua, causa efeitos físicos comprovado, como mudanças mais bruscas nas marés, mas não precisa se preocupar com eleitos catastróficos, ou coisas do gênero que é divulgados pela internet. São apenas boatos sem fundamentos.

Apesar da Lua passar pelo perigeu a cada 29 dias, a próxima passagem que irá coincidir com a Lua Cheia, será somente em 28 de setembro de 2015, quando a diferença desses dois eventos será de uma hora.

"Mas uma aproximação de somente meia hora (como no dia 10/08/2014), ocorrerá novamente apenas em  25 de novembro de 2034", disse o professor Gustavo Amaral Lanfranchi.

Datas das próximas Superlua:
- 28 de setembro de 2015
- 27 de outubro de 2015
- 14 de novembro de 2016
- 02 de janeiro de 2018.

Fonte:
http://www.abril.com.br
https://pt.wikipedia.org
http://veja.abril.com.br/
https://www.google.com.br

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

A lenda da águia é real ?...

A Lenda da Águia e a Renovação:

"A águia vive até 70 anos, mas para chegar até essa idade, aos 40 anos ela tem que tomar uma decisão séria e difícil, pois suas unhas estão grandes e flexível e não conseguem agarrar as suas presas, o bico alongado, pontiagudo e se curva, e suas asas se tornam pesadas em função da grossura de suas penas envelhecidas pelo tempo.

Então a águia tem duas alternativas, ou morrer ou sofrer o processo de renovação que irá durar aproximadamente 150 dias.

Este processo é voar para o alto da montanha e lá se recolher a um ninhos que esteja próximo a um paredão.

Estando lá, ela começa a bater o bico contra o paredão até arrancá-lo, após arrancá-lo espera nascer um novo bico com o qual irá arrancar suas velhas unhas.

Quando as unhas novas começam a nascer, ela passa a arrancar suas velhas penas. Só então após cinco meses, sai para o famoso voo de Renovação, para viver mais 30 anos".

A águia:

É uma ave de rapina de hábitos diurnos, da família Accipitridae , geralmente de grande porte e carnívora e sua principal presa são os roedores de pequeno porte, e possuem um grande grau de aptidão visual.

O termo águia, se aplica a 70 espécies de aves, um exemplo é o gavião.
As águias não são as aves de maior longevidade, não consta nenhum registro que uma águia chegou a viver 70 anos, uma águia selvagem vive entre 20 a 30 anos.

A automutilação, só em casos patológicos que alguns animais possam ter, assim como o estresse, doença de pele e etc.

Arrancar os bico e a as garras, só em caso de algum processo traumático.  Se ela ficar vários dias sem comer, vai desnutrir e pode morrer.

Quando uma águia é vista bicando uma pedra, é porque está afiando o bico e mantendo-lo em um tamanho certo, com o passar dos anos, o bico e as garras se tornam mais fortes.

As penas são trocadas ao longo de sua vida, assim como em todas as aves, uma pena perdida fora do tempo leva 01 ano para nascer outra vez.

A guia costuma fazer seu ninho em lugares altos como, por exemplo, montanhas e árvores de grande porte.

Chega a pesar até 6 kg, seu comprimento de até um metro e uma envergadura de até dois metros.

Uma das mais conhecidas é a Águia de cabeça branca que é o símbolo nacional dos Estados Unidos.

Fonte:
https://pt.wikipedia.org
https://www.google.com.br
http://www.wikiaves.com.br
http://diariodebiologia.com

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Metamorfose das borboletas...

As borboletas, passam por quatro fases (metamorfose) em seu ciclo de vida, que são: ovo, lagarta, pupa e fase adulta.

Os ovos são depositados em folhas, já escolhida pela borboleta, pois cada espécie tem sua planta específica (planta hospedeira) para a alimentação das lagartas.

Um certo tempos depois, esses ovos eclodem e deles saem as lagartas, que se alimentam da planta, a função das lagartas é comer e crescer e acumular energia, e fazem várias trocas de camada do corpo para acompanhar o crescimento.

Após alguns dias elas param de comer e se transformam em pupa, ficando protegidas por um casulo, por vários dias ou meses dependendo da espécie.

As pupas se formam através do endurecimento do corpo da lagarta, e é nesse processo que ela usa toda energia acumulada para se transformar em borboleta.

Depois de alguns dias, as borboletas rompem as camadas da pupa, saem com as asas amassadas e o corpo mole, em poucas horas, seu corpo irá endurecer e ganhar cor, suas asas iram tomar forma e fortalecer.

Assim as borboletas adultas tem poucas semanas para se reproduzirem e pôr ovos, e com isso garantem o recomeço de um novo ciclo.

O tempo de vida de uma borboleta adulta vai depender da sua espécie, umas podem viver poucos dias e quanto outras podem sobreviver até meses.

As mariposas também seguem as mesmas fases e ciclos das borboletas.

Fonte:
https://www.google.com.br
http://portaldoprofessor.mec.gov.br

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

A água do mar...

A milhões de anos, os rios com suas águas, transportam para o mar diversos minerais que são : magnésio, sódio, cálcio, potássio, cloretos e brometos.

Assim como as  chuvas que lavam as rochas e causam também  erosões carregando a terra com a água e consequentemente transportam também para o mar, esses e diversos tipos de minerais.

E há também os vulcões submersos que lançam elementos químicos, contribuindo para a salinidade da água.

A cada litro de água do mar há 35 gramas de sais dissolvidos, a maior parte é de cloreto de sódio (vulgarmente denominado de sal de cozinha).

A água do mar não é uniforme na sua salinidade em volta do globo terrestre.

A água menos salina do planeta é a do Golfo da Finlândia, no Mar Báltico.

A água mais salina é do Mar Morto, no Médio Oriente, onde o calor aumenta a taxa de evaporação na superfície e há pouca descarga fluvial.

A ciência que estuda a composição química dos oceanos e as concentrações dos compostos na água do mar se chama oceanografia química.

Fonte:
https://pt.wikipedia.org
https://www.google.com.br
http://www.abril.com.br
http://www.ciencia20.up.pt
http://www.tecmundo.com.br

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Satélite com tecnologia brasileira...

O primeiro satélite brasileiro SCD-1 (Satélite de Coleta de Dados), operado e construído Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), foi lançado em 09/02/1993, pelo foguete Norte-Americano Pegasus, a expectativa de vida útil dele era de apenas 01 ano, mas já está em órbita por 21 anos e em pleno funcionamento operacional, e retransmitindo informações para previsão do tempo, e monitoramento das bacias hidrográficas entre outras aplicações.

Em 07/12/2014, as 1h26 da manhã, horário de Brasilia, na base chinesa de Taiyuan (Pequim), foi lançado o satélite (tecnologia brasileira) sino-brasileiro de sensoriamento remoto Cbers-4, pelo foguete Chinês Longa Marcha B4, atingiu a órbita e desacoplou do foguete após 12,5 minutos do lançamento.
Esse é um fruto de parceria entre Brasil e China. Entre muitas aplicações, o satélite também irá monitorar o desmatamento da Amazônia.
Segundo a Agência Espacial Brasileira (AEB), o Cbeers-4, mandou os primeiros dados orbitais as 2h, quando atingiu 742,5 km de altitude.
O lançamento foi acompanhado pelos cientistas aqui no Brasil, em São José dos Campos.
                                                   
*Cbers: China-Brazil Earth Resources Satellite (sigla em Inglês).


Fonte:
http://g1.globo.com
http://www.aeb.gov.br
agenciabrasil.ebc.com.br
https://www.google.com.br

Fatos e frases que ficaram na história...

The Blue Marble (A Bolinha Azul), a fotografia  tirada pela tripulação da missão Apollo 17. Em uma distância aproximadamente de 45.000 km da Terra a caminho da lua (07/12/1972).


Neil Alden Armstrong, foi o primeiro homem a pisar na lua em 20/07/1969. Foi o comandante da missão Apollo 11. (Wapaconeta, 05/08/1930 - Cincinnati, 25/08/2012).


Carl Edward Sagan, foi um cientista astrobiólogo, astrônomo, astrofísico, cosmólogo, escritor e divulgador científico Norte-Americano. (Nova Iorque, 09/11/1934 - Seattle  20/12/1996).


Stephen William Hawking, é um físico teórico e cosmólogo britânico e é um dos mais consagrados cientista da atualidade. (Oxford, 08/01/1942).
Fonte:
https://www.google.com.br
http://www.nasa.gov
https://pt.wikipedia.org

domingo, 7 de dezembro de 2014

Furacão, ciclone e o tufão...

Embora com os nomes diferentes: furacão, ciclone, e tufão, são essencialmente o mesmo fenômeno meteorológico, ou seja, são a mesma coisa.

Os três são todos de uma intensa tempestade giratória, causada pela queda de pressão atmosférica em uma área menor e sua temperatura maior do que as áreas ao redor. Estas diferenças de pressão e temperatura, se formam sobre as águas tropicais quentes, geram ventos circulares e podem atingir uma velocidade de 300 km/h. Esse fenômeno se dá o nome de ciclone tropical, seria um termo geral que engloba: o furacão, o ciclone e o tufão.

Eles se diferenciam pela intensidade e por sua localização geográfica:

- Furacão: possui uma velocidade maior que 199 km/h e costuma girar no sentido horário no hemisfério sul e no sentindo anti-horário no hemisfério norte, são comuns no mar do Caribe e nos EUA, chegando a medir de 200 a 400 km de diâmetro.

- Ciclone: caracteriza-se por uma tempestade violenta em regiões tropicais, quando os ventos superam 50 km/h.

- Tufão: é o nome dado aos ciclones do sul da Ásia e na parte ocidental do oceano Índico, com ventos contínuos que podem atingir 115 km/h ou mais, tendo as mesmas características de um furacão.

Não se pode deixar de mencionar o tornado.

O tornado é o mais intenso dos ciclones, Ele se forma a partir da base de uma tempestade, seu diâmetro raramente passa de 2 km e sua duração é tipicamente menor de 10 a 15 minutos, mas seus ventos podem ultrapassar de 500 km/h, nas zonas temperadas do hemisfério norte.
Alcança um poder destruição enorme, deixando um rastro devastador.

Fonte:
http://www.ig.com.br
http://www.oeco.org.br
http://www.terra.com.br
https://www.google.com.br

sábado, 6 de dezembro de 2014

"Linha de tiro" dizem os cientistas...

Reunidos em evento do Museu de Ciência de Londres, para lançar o dia do Asteroide, a ser celebrado a partir de 2015, cientistas alertam para um "catastrófico" risco de impacto com a Terra.

Um grupo de 100 cientistas, astronautas e líderes empresariais, pede as autoridades o desenvolvimento de um sistema de monitoramento e destruição de asteroides que coloquem em risco a vida do planeta Terra.

"Há um milhão de asteroides no sistema solar que tem o potencial de atingir a Terra e destruir uma cidade inteira. Até agora localizamos 10 mil (somente 1% deles). Mas temos tecnologia para mudar esta situação", declarou Martin Rees, professor emérito de Cosmologia e Astrofísica da Universidade de Cambridge.

Ao lado de nomes, como o guitarrista da banda Queen, Brian May, também doutor em astrofísica, Rees listou as sugestões do grupo de cientistas:

- Empregar a tecnologia disponível pra detectar e monitorar asteroides com traçados próximo à Terra que apresentem ameaças à população através da ação de organizações filantrópicas e governos.
- Acelerar 100 vezes a descoberta e monitoramento de asteroides que circulem próximo a Terra para um número de cerca de 100 mil (descobertas) por ano, nos próximos 10 anos.
- Adoção global do Dia do Asteroide, em 30 de junho, para aumentar a consciência sobre danos que os corpos celestes poderiam provocar, e sobre a necessidade de prevenção. Embora diga que este tipo de fenômeno é improvável, o astrofísico afirma que a Terra esta "na linha de tiro".

Já o guitarrista e astrofísico Brian May disse, "Embora as chances sejam pequenas, basta um asteroide e um milhão de riscos de acertar a Terra, para que ocorra uma tragédia global".

"Um corpo de 200 metros de diâmetro que caia no oceano, pode provocar tsunamis que poderiam devastar toda costa leste dos Estados Unidos e uma parte da Europa", acrescentou Martin Rees.
"A cada 10 milhões de anos, um corpo de alguns quilômetros de diâmetros, um asteroide ou um cometa, vai acertar a Terra, causando uma catástrofe global, equivalente a milhões de bombas atômicas", Concluiu Rees.

A declaração com as sugestões foram assinadas por cientistas, físicos, artistas, astronautas e homens de negócios de 30 países.

Fonte:
https://www.google.com.br
https://www.globaleditorsnetwork.org
http://www.terra.com.br
http://g1.globo.com

Conchas gravada de aproximadamente 500.000 anos...

 Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Leiden, na Holanda, liderada por Josephine Joordens, descobriram marcas  geométricas nas conchas de molusco de água doce (166 peças) encontradas na era colonial em Trinil, margens do rio Bengawan no solo de Java Oriental - Indonésia.

Um local muito conhecido entre paleontólogos e antropólogos. Em 1981 o paleontólogo Holandês Eugene Dubois, descobriu o "O homem de Java" foi qualificado como "Homo Erectus" ou "Humano Ereto".

Os pesquisadores utilizando a tecnologia do século 21,  relatam que a datação por carbono de sedimento encontrados nas conchas, coloca a idade entre 430 mil e 540 mil anos atrás.

Uma das conchas encontrada tinha uma borda lisa e polida, que sugerem que poderia ser usada como ferramenta para corte, raspagem e etc.

Em outras conchas, havia um furo, que era para abrir com facilidade e se alimentar.

Outra foi encontrada com ranhuras em conjunto de ziguezague, feito por um instrumento pontiagudo como dentes de tubarão. As marcas são pelo menos 300 mil anos mais velhos do que os primeiros previamente já conhecidos.

"É a mais antiga expressão gráfica conhecida. O comportamento é proposital. O indivíduo tinha o desejo de fazer ziguezague de uma vez só. Não sabemos porque ele fez isso. Pode ter sido marca da propriedade, de um código pessoal, um presente". Disse Francesco d'Errico, da Universidade Bordeaux, no sudoeste da França.

Fonte:
https://www.google.com.br
http://en.wikipedia.org
http://phys.org
http://www.nature.com
http://www.afp.com
http://news.yahoo.com

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Vida no mundo...

"Não somos deste mundo, toda a minha inteira vida ouvi dizer. Também durante a vida muitas vezes encontrei indícios, obtive revelações, de que esta é a verdade. Que somos todos de outro mundo, outros mundos. E que aqui viemos para cumprir tarefas e missões que nos ajudam a evoluir. E imagino, a extraordinária beleza que terá a natureza nesses mundos de onde pertencemos, se aqui na terra ela é já tão extraordinária também. Talvez mais do que lhe poder tocar, mais do que poder vê-la e sentir-lhe o sabor, talvez nesse mundo de onde viemos sejamos capazes de comunicar com ela. Falar a mesma língua, escutar o que dizem, as plantas e os outros animais. Porque acredito que toda a vida é senciente, todos os seres vivos pensam e possuem emoções. Mas, não neste mundo, por enquanto. Este mundo é feito de desarmonia para que a possamos alcançar. É feito de desencontro, para que nos possamos encontrar. O dia em que partirmos para casa, será um dia bom". 
(Lobo-Ibérico).

Fonte:
http://www.xamanismo.com

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Cápsula Orion...

Orion da Nasa, foi construído para levar tripulantes (seres humanos) para o espaço, e bem mais longe que já foi anteriormente.

Irá servir como veículo de exploração que vai levar a equipe ao espaço, fornecer capacidade em caso de emergência abortar a missão, sustentar a tripulação durante a viagem espacial, e proporcionar uma re-entrada segura devido a uma grande velocidade do retorno do espaço.

A Orion Flight Test irá avaliar os sistemas de lançamento e re-entrada de alta velocidade, como aviônica, controle de atitude, pára-quedas e o escudo de calor.

A Cápsula, será lançada pelo foguete Delta 4,  dará duas voltas na Terra com a distância de 5.793 km, cerca de 15 vezes mais longe do que a distancia em relação a Estação Espacial Internacional (ISS) em um percurso que durará cerca de 4 horas. Um navio estará aguardando no Oceano seu retorno a Terra.

Ela representa um investimento de bilhões de dólares.

Fonte:
https://www.google.com.br
http://www.nasa.gov
http://www.abril.com.br
http://g1.globo.com
https://pt.wikipedia.org

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Marte e seus mistérios...

Em 1976 um rosto parecido com um humano esculpido em pedra, foi visto em uma fotografia tirada pela sonda Viking. Tinha 3 km de comprimento e foi chamada de "homem de Marte"
Os cientistas consideram uma formação natural criada pelos ventos marcianos e realçada pelo ângulo da iluminação solar.

Em Janeiro de 2014, uma pedra em Marte surgiu na frente da sonda, sendo que dois dias antes  no mesmo local uma fotografia foi tirada e não havia essa pedra.
"...lembra uma rosquinha de geleia" disse o cientista Steve Squyres, do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da Nasa.
Houve duas teorias: A pedra foi levada ao local pela colisão de um meteoro no solo marciano ou foi jogada pelos movimentos das rodas da sonda. "Nós dirigimos um metro ou dois metros dali, então acho que a ideia de que a roda misteriosamente jogou a pedra é a melhor explicação", disse Squyres.

Em 2005 em Marte, uma fotografia foi tirada pela sonda Spirit, onde havia uma pedra com as características parecidas com rosto do presidente Obama dos Estados Unidos,
O ufólogo Scott Waring, afirmou que poderia ser uma estátua enterrada, após analisar mais a imagem disse que ficou surpreso ao ver o rostos do presidente Obama na pedra.
"Eu limpei a imagem em um programa de software, e descobri que essa relíquia tem uma estranha semelhança com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama" contou o ufólogo.

No vale conhecido como Columbia Hills, a Spirit (em 2005) fotografou dezenas de pedras que foram vistas pelos ufólogos como rostos humanos. Na época a Nasa negou  as informações e não falou mais nada a respeito.

Dezembro de 2014, hoje essa notícia está bombando na internet.

Fonte:
http://www.abril.com.br
http://www.terra.com.br
https://www.google.com.br
https://br.yahoo.com
https://www.youtube.com

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Pedras que se movem...

O fenômeno consistem de pedras de tamanhos e dimensões diferentes, algumas delas são enormes e chegam a pesar centenas de quilogramas de massa, e são encontrados um rastro atrás delas marcados no solo sem qualquer sinal de que tenha sido um humano ou animal que tivesse feito isso.

O parque da Califórnia (EUA) na Racetrack Playa , em Death Valley (Vale da Morte), atrai muito turistas por causa desse fenômeno.


Desde dos anos 40, cientistas estão intrigados com as pedras que se movimentam e deixam rastros nesse parque (Vale da Morte). Isso causou muitas especulações e teorias a respeito a esse fenômeno; o campo de energias poderosas ao magnetismo da Terra, extraterrestres, entre outras.

Em dezembro de 2013, o  pesquisador Richard Norris da Universidade da Califórnia em San Diego (EUA), e seu primo James Norris, puderam presenciar e filmar o fenômeno.

Os dois pesquisadores Richard e James, junto com Ralph Lorenz, Jib Ray e Brian Jackson, publicaram na Revista Plos One, uma explicação para o fenômeno.

Explicação:

O movimento ocorre em condições climáticas específicas, quando as chuvas criam uma superfície d'água que congela durante a noite.

Na manhã seguinte, o sol faz com que esse gelo quebre em placas que são movimentadas  pelo vento empurrando as pedras em meio ao barro.
Impulsionadas pelas placas, a uma velocidade de dois a cinco metros por minuto, formando os famosos sulcos (rastros) na terra.

A trajetória depende da velocidade e da direção do vento e da água que se encontra a baixo do gelo.
Segundo Richard, esse fenômeno não é frequente, porque quase não chove no Vale da Morte e as temperaturas médias são elevadas.


Fontes:
https://www.youtube.com
https://pt.wikipedia.org
https://www.google.com.br
http://www.bbc.com
http://www.ig.com.br
http://exame.abril.com.br
http://www.terra.com.br

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Extinção dos dinossauros...

Entre 208 e 144 milhões de anos atrás (período triássico até o final do período cretáceo), os dinossauros habitavam a superfície terrestre se tornaram um grupo dominante nos ambientes de terra firme.

Muitos desses animais eram herbívoro, mas haviam algumas espécies carnívoras que se alimentavam de anfíbios, insetos e até mesmo de outros dinossauros.

No final do período Cretáceo (75 milhões de anos atrás), ocorreu a extinção dos dinossauros e de diversas outras espécies de animais e de plantas.
Existem algumas teorias sobre essa extinção que são estas a baixo:
- A teoria da Incompetência e a Estupidez
- A teoria do Tédio Evolutivo
- A teoria do Vulcanismo
- A teoria da Decadência Gradual
- A teoria K-T (é a teoria mais aceita e defendida)

Evento K-T:

Um meteorito (encontrado da cratera de Chicxulub, México) ao colidir com a Terra, originou  uma grande explosão que carbonizou bilhões de animais instantaneamente, levantando uma nuvem de poeira tão espessa que bloqueou o calor do sol e transformou o planeta em um local extremamente frio (evento meteorológico similar ao inverno nuclear), eliminando as espécies sobreviventes, com exceção dos dinossauros emplumados e dos seres mamíferos, que tinham a capacidade de sobreviver em climas de baixas temperaturas devido ao sangue quente, e podendo assim se adaptar ao novo ambiente.

O registro fóssil indica que os dinossauros emplumados evoluíram dos terópodas durante o período jurássico, e , após o evento da extinção em massa, deram origem as aves modernas, e os mamífero sobreviventes, evoluíram até dar origem ao ser humano atual.

Fonte:
https://www.google.com.br
https://pt.wikipedia.org
http://www.terra.com.br
http://www.uol.com.br